A Contexto13 vem nessa coleção com questionamento ao comportamento do jovem contemporâneo: Qual a diferença entre comum e normal? Explicamos nossa visão com o lançamento de nossa nova coleção e a uma história sobre dois garotos:

      João estuda Direito, está no 7º período do curso e se vê em uma situação um tanto complicada, Ele está insatisfeito com seu curso e pensa se realmente essa é a carreira deve seguir. João pensa em mudar de curso e fazer o que gosta (design e moda) mas sua mentalidade (que foi construída durante anos em pelo pensamento do coletivo da sociedade) diz: “Ah, vou continuar no curso e quando estiver empregado e estabilizado fazer o curso dos meus sonhos, é COMUM esse sentimento… é isso, depois eu mudo. Além disso todo mundo vai me perguntar porque desisti, vão me achar fracassado e é melhor garantir meu salário em uma empresa do que me aventurar nesse meu hobby”.

      Na mesma cidade, em um mesmo contexto social mora o Pedro, ele também iniciou o curso de Direito (inclusive na mesma universidade de João) porém ao se ver insatisfeito, trancou o curso e decidiu fazer o que gostava: Arquitetura. Seus desejos e foram de encontro aos questionamentos que a sociedade havia lhe implantado, ele pensava: “Não vale à pena viver uma vida que não é minha, no futuro não quero olhar no retrovisor e ver que desperdicei meu tempo em uma carreira que não me satisfazia. Não preciso seguir esses padrões, só vou conseguir ser o melhor se fizer oque eu realmente gosto. Mas se não der certo? tudo bem, tento a mesma coisa por um caminho diferente, o NORMAL é eu correr atrás do meu sonho.”

      Essas duas histórias refletem o contexto em que vivemos onde de tudo nos é imposto como “comum” e é mascarado como orações como:
“vai passar” , “é a crise” , “não tenho tempo” , “Não vai ter ninguém legal” , “estou com preguiça” , “vão me achar viado” , “vão me achar sapatão” , “vão rir de mim” , “ninguém vai gostar” , “se fosse na gringa essa ideia daria certo”

      O verdadeiro normal é fazermos nossa histórias, e lutar pelo que realmente acreditamos ser NORMAL, não o que nos obrigam a ser.

      Trazemos nesse editorial 2 novos produtos como principais desta coleção capsula, uma bolsa e uma pochete, ambas na cor preta, estampa de alta qualidade e precisão na cor preta e forro interno com estampas floridas. As pack são bem versáteis com diversas forma de uso além disso vai de encontro com a tendência do streetwear para o próximo ano. Seguindo a linha da Conexto13 na exploração da modo monocromático (Preto e branco) nos produtos, lançamos as colorways pretas das camisetas Tag1 , Tag2 e Tag3 que foram lançadas da coleção Uus Algus de 2015-2016.

Está coleção capsula fecha um ciclo na Contexto13 que serviu para mostrar ao streetwear não somos uma marca COMUM, e em breve daremos voos mais altos com coleções maiores!

Ficha técnica
Conceito: Contexto13 (@contexto13)
Produção geral: Renata Lopes (@ingratareenata)
Styling: Renata Lopes (Contexto13 e acervo pessoal)
Foto: Julio Nery (@julioneryy)
Modelos: Nérida Cocamaro (@ncocamaro), João Carnaval (@joaopcarnaval), Gabriel Mataveli (@sinistro16) e André Gustavo (@apelidadodeh)